Médicos sem Fronteiras!

Médicos sem Fronteiras!
Médicos sem Fronteiras! Doe 30 reais por mês...

Canal do Gaaia no youtube!

Loading...

domingo, 26 de setembro de 2010

Até parece que é reversível a extinção.


                 Até parece que é reversível a extinção.
 Animais extintos não mais voltam a vida, até parece que é reversível a extinção de uma espécie animal ou vegetal. Falando de necessidades de espaço para plantações, uma vez lavoura não volta mais a ser mata, pelo menos não aquela mata, com uma biodiversidade, que equilibra todo o ecossistema.
          Temos que tratar as matas como fontes não renováveis de energia; de modo que certos deputados e senadores não estão pensando à agricultura para o futuro,isso é preocupante.Pensam em avançar cada vez mais para dentro das matas,para cima das encostas, sei lá se é uma atitude sana ou insana;mas não consigo entender as justificativas para isso, mas vejo que são muitas. Partiremos do princípio que as justificativas dos desbravadores das matas estejam corretas, sem pensar nas conseqüências  desmatamos tudo, então surja uma lei de livre  desmatamento, para fazerem com suas propriedades o que vocês quiserem, digamos que tudo isso leve 50 anos, tiramos como exemplo aqui em Candelária. Os morros todos sem matas, as propriedades continuam sem espaço, um pai que criou dois filhos, 20 hectares em 20 anos terá dividido com seus filhos e os filhos em 20 anos dividirão novamente, isto é um ciclo preocupante. O crescimento da população nos preocupa, devem-se pensar outras formas de expandir as lavouras. Digo melhor,expandir o conhecimento e o lucro das pequenas propriedades sem afetar o meio ambiente, que no futuro próximo, o desmatamento não nos trará nenhum benefício, mas sim prejuízos incalculáveis tanto em catástrofes naturais, extinção de espécies e falta de água potável.
       Vejo alguns deputados nos últimos dias com pronunciamentos falando de toda essa preocupação sobre o novo código florestal. Preocupação essa que não só pelo meio ambiente,e sim pelas consequências que apareceram no nosso dia à dia,falam que tudo isso só é fomentado no País pelas organizações não governamentais como WWF, SOS Mata Atlântica, mentira! Vejo tudo isso acontece aqui no interior do Rio Grande do Sul e o grupo GAAIA não tem influência de ninguém, não é financiado por ninguém e vê o desmatamento, tráfico de animais, caça, levando várias espécies da Flora e da Fauna para uma extinção sem volta. Vejo pequenos agricultores na região da Serra aqui em Candelária que tem uma preocupação com o meio ambiente de encher os olhos; rezo que em um futuro próximo todos pensem assim, senão seremos nós os próximos condenados à extinção. Certamente,céticos que lerem duvidarão!
Mas se falássemos que as queimadas lá do Mato Grosso lançariam cinzas e fumaça aqui no RS,os céticos também não acreditariam;e aconteceu!
O novo código desperta vereadores ignorantes que em uma conversa informal falou em colocar o Beira Rio à baixo,por ter sido construído irregular a beira do Guaíba;também folou que 5 metros seria mais que o suficiente para a mata ciliar,comparando até as matas norte americanas sem nem saber o que significa biodiversidade.Santa ignorância,foi uma conversa para ver como Candelária é bem representada;fracamente!
Marcelo/GAAIA Candelária - RS