Médicos sem Fronteiras!

Médicos sem Fronteiras!
Médicos sem Fronteiras! Doe 30 reais por mês...

Canal do Gaaia no youtube!

Loading...

domingo, 11 de abril de 2010

A primeira etapa da recuperação do deslizamento no Morro Botucaraí.



Candelária, 28 de Janeiro de 2010



A primeira etapa da tentativa de recuperação do deslizamento que ocorreu no Morro Botucaraí foi no dia 31 de outubro de 2009, pouco mais de dois meses do deslizamento que ocorreu em 08 de agosto do mesmo ano. Procuramos formar rapidamente uma cobertura vegetal adequada para mantém a temperatura do solo mais baixa e úmida. Sem uma cobertura verde a temperatura é mais elevada, vimos que ficaria muito difícil o crescimento das plantas nativas no solo desprovidos de cobertura vegetal. As temperaturas mais elevadas acelerar a mineralização da matéria orgânica; isto reduz a estabilidade da estrutura do miolo de solo e o solo torna-se facilmente erosivos, ele também perde a sua capacidade de reter a água, reciclar nutrientes minerais, fixar de nitrogênio, e a facilmente se transforma em uma massa morta de argila e areia. Daí sem cobertura vegetal e a ação espancamento do vento e chuvas afrouxar o solo superior, dando início ao processo de assoreamento do solo; principalmente ali que é muito íngreme, e com pouco solo restante em cima da rocha.











(dia 08 de agosto de 2009)

A primeira etapa para o reflorestamento do desbarrancado no Cerro Botucaraí, começou quando nós lançamos as sementes do rabanete forrageiro e o milheto, desde aí estamos acompanhando o crescimento desta cobertura de solo,onde no dia 28/12/2009 fomos novamente filmar, fotografar e coletar dados sobre o local.
Dai constatamos um médio crescimento da cobertura nas laterais do deslizamentos e pouquíssimo crescimento no centro;por causa de pequenos deslizamentos quando chove,algumas pequenas erosões levando as sementes para baixo.







Nas margens em que a terra é de melhor qualidade,e onde o deslizamento poupou uma maior quantidade de terra, a cobertura cresceu viçosa e já em outro canto onde tem mais pedra do que terra está um pouco raquítica tanto as nativas quanto as implantadas por nós.
 De todo este tempo, do deslizamento até hoje já está aparecendo inúmeros tipos de plantas providas do banco natural de sementes que se conservam no solo por muitos anos.Mas, sementes essas que tiveram sua  germinação garantida,graças a esta cobertura de solo, que manteve a umidade por mais tempo naquele solo ingrime e seco do morro. juntamente com o calor do sol quebram a dormência e as sementes germinam,germinam até as sementes de arvores de pequeno,médio e grande porte,trazidas por roedores e aves.Também morcegos frutívoros,primatas e outros,começando ai a recuperação desta faixa de mata;nós sabemos que isto leva tempo,temos o exemplo de que fazia 19 anos do incêndio e até hoje a mata não se recuperou nem 20% de sua capacidade;sabemos também  que quando um local é degradado não é fácil sua recuperação, sabidamente a natureza  é muito lenta, gradativamente ela se recupera, mas com alguma ajuda, podemos acelerar o processo...




 
grupogaaia@gmail.com
















Marcelo/coordenador.